1. Home
  2. Destinos
  3. Pontos turísticos
  4. BA
  5. Salvador
  6. Parque Metropolitano de Pituaçu - Salvador - BA

Parque Metropolitano de Pituaçu - Salvador - BA

  1. Ônibus para Salvador-BA (Terminal Rodoviário de Salvador) 5.8km de Parque Metropolitano de Pituaçu - Salvador - BA

Pontos de embarque proximos a Parque Metropolitano de Pituaçu

Shopping Paralela - Avenida Luís Viana Filho, 8544 - Patamares (3.9km)
Salvador-BA (Terminal Rodoviário de Salvador) - Avenida Antônio Carlos Magalhães, 4362 - Pituba (5.8km)
Posto Mataripe - Avenida Antônio Carlos Magalhães, 4322 - Pernambués (6km)
Posto Chaminé - R. Marquês de Monte Santo, 299 - Rio Vermelho (9.2km)

Sobre Parque Metropolitano de Pituaçu

O Parque Metropolitano de Pituaçu, ou simplesmente Parque de Pituaçu, está localizado no bairro de Pituaçu, em Salvador, próximo à orla e à Universidade Católica do Salvador (UCSal). Foi criado por Decreto Estadual nº 23.666 de 4 de setembro de 1973 e pelo Decreto nº 23.113 de 12 de abril de 1978 foi declarada a utilidade pública do terreno para desapropriações, inicialmente com 660 hectares durante o governo estadual de Roberto Santos. Está situado na orla marítima e atualmente ocupa 425 hectares, a maior reserva ecológica da cidade de Salvador, Bahia. Nos fins de semana, recebe entre quatro e cinco mil visitantes.

Um dos principais pontos da cidade com remanescentes de Mata Atlântica é fonte de  lazer e turismo para a cidade, com sua fauna e flora diversificadas, além da beleza da Lagoa de Pituaçu. Como parte do Parque, há duas quadras poliesportivas, ciclovia, pista de patinação e skate, parque infantil, píer para pedalinhos. Daí funciona a Associação de Remo de Salvador, que também coordena projetos sociais, além de atletas. Funcionam também estabelecimentos comerciais com comidas e bebidas. A partir desses espaços e instalações, o Parque de Pituaçu é palco de trilhas ecológicas e competições esportivas, inclusive de esportes radicais. Do mesmo modo, diversas atividades culturais também são realizadas, destaque para exposições e feiras de livros e sessões de leitura.

Em 2006, foram plantados no entorno da lagoa exemplares de pau-brasil, aroeira, pau-pombo, jenipapeiro, cajá, mangaba, cedro e ipês roxo e amarelo, visando a repor a área da mata perdida.

Perguntas frequentes